MANUTENÇÃO PREVENTIVA

A Manutenção Preventiva de Ar Condicionado, de acordo com o PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle), conforme legislação vigente, através da Portaria 3.523 do Ministério da Saúde, tem como objetivo, garantir a qualidade do ar dentro de ambientes com ar condicionado garantindo a qualidade de uso dos mesmo sem por em risco a saúde dos indivíduos.

Nossa Manutenção Preventiva é efetuada por técnicos especializados, o que garante a boa qualidade do ar interno, um ótimo rendimento da climatização, o aumento da vida útil dos equipamentos e a redução de consumo de energia elétrica.

MANUTENÇÃO CORRETIVA

A Manutenção Corretiva é o processo de análise técnica mais detalhada, por motivos de uma parada no sistema do equipamento, na grande maioria dos casos a falta da Manutenção Preventiva faz com que isto aconteça.

Os equipamentos ficam mal conservados por muito tempo, o que leva a necessidade da Manutenção Corretiva para reparar e torná-lo operante novamente.

A Tech Ar se antecipa e possui como diferencial o tempo hábil nos atendimentos prestados.

Entra em vigor lei que obriga manutenção de sistemas de ar condicionado

LEI 13.589 DE 04 DE JANEIRO DE 2018, onde se tornou obrigatório o PMOC.

O prazo para adequação se encerra dia 04/07/2018 e as multas para quem descumprir são altas, podendo chegar a 200 mil reais) O PMOC já era uma exigência da ANVISA, criado em 1998 pela portaria 3.523/98 do Ministério da Saúde. A falta de manutenção do sistema de ar condicionado pode trazer uma série de problemas para a saúde das pessoas, por isso é importante manter as manutenções sempre em dia. Confira, a seguir, matéria publicada no Site do Senado.

 

Todos os edifícios, públicos ou privados, serão obrigados a fazer a manutenção de seus sistemas de ar condicionado. É o que determina a Lei 13.589/2018, sancionada na quinta-feira (4) e publicada nesta  sexta-feira (5) no Diário Oficial da União.

A lei já entrou em vigor para novas instalações de ar condicionado. Para sistemas já instalados, o prazo para cumprimento dos requisitos é de 180 dias depois da regulamentação da lei, a ser feita posteriormente.

Os edifícios terão que fazer a manutenção dos sistemas de climatização a partir de um Plano de Manutenção, Operação e Controle, com o objetivo de prevenir ou minimizar riscos à saúde dos ocupantes. O plano deverá obedecer a parâmetros regulamentados pela Resolução 9/2003 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e posteriores alterações, assim como às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

O objetivo é garantir a boa qualidade do ar interior, considerando padrões de temperatura, umidade, velocidade, taxa de renovação e grau de pureza.

A lei será aplicada a todos os edifícios, mas os ambientes climatizados de uso restrito – laboratórios e hospitais, por exemplo - deverão obedecer a regulamentos específicos.

A matéria tem origem no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 70/2012, aprovado no Senado em agosto de 2013.

Veto

O Ministério da Justiça e Segurança Pública recomendou o veto ao trecho do projeto que obrigava a responsabilidade técnica do Plano de Manutenção, Operação e Controle a engenheiro mecânico. De acordo com o presidente da República, Michel Temer, na razão para o veto (VET 2/2018) , tal regra cria reserva de mercado sem necessidade.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
Clique aqui e acesse a Lei 13+589 de 04.01.2018.